15/03/2017 Palestra com Roberto Rubio

Encontro com o matemático Roberto Rubio
Pesquisador espanhol fala com alunos do Ensino Médio sobre investigação em matemática no Brasil e no mundo

Por: Tatiana Maria de Paula Silva | 14 de março de 2017.


O matemático doutor Roberto Rubio esteve no Colégio Miguel de Cervantes para conversar com os alunos do Ensino Médio sobre a aplicação e a investigação na área da matemática, focando não só o Brasil, mas também o mundo.

O matemático escolheu o Impa* (Instituto Nacional de Matemática Pura Aplicada), localizado no Rio de Janeiro, para realizar seu pós-doutorado com o tema “Geometria generalizada de tipo Bn”. O convite para vir ao Colégio partiu da professora de matemática, Marta Cuencas, o que para ele foi uma oportunidade de compartilhar conhecimento com aos jovens.

“Lembro-me, quando estava no Ensino Médio, de que esse universo da pesquisa científica era bem distante. Eu gostava de matemática, mas não tinha muita motivação além dos conteúdos dos livros didáticos. Mesmo na universidade, quando o ensino é muito voltado para o currículo, faltam atividades que promovam a conexão com a pesquisa ou que demonstrem aos alunos que a pesquisa envolve também a criatividade e a imaginação. Acredito que encontros como esses, que mostram aos jovens uma determinada aplicação que seja interessante e possa despertar a curiosidade, são muito importantes, não só para quem quer fazer alguma pesquisa em matemática, mas também para o jovem que queira ser pesquisador em qualquer área”, afirma Roberto.


Fotos: Silvio Luiz Canella / Montagem: Fabio Corrêa Altafim

Com um vasto currículo que inclui prêmios internacionais e conquista de bolsas de incentivo à pesquisa, inclusive da universidade de Oxford, Roberto proferiu a palestra “Si los pianos hablaran…”, demonstrando as relações das coordenadas matemáticas em representações gráficas de partituras musicais. Ele apresentou aos alunos a concepção do Speaker Piano*, um aparato que, por meio de coordenadas matemáticas, reproduz a voz humana com base nas notas musicais.

Para a professora Marta, que conhece Roberto há muitos anos, a principal motivação para o convite foi a oportunidade de aproximar os alunos do universo da pesquisa científica. “Conheço Roberto há muito tempo, desde a universidade, e, assim como os demais colegas, o considero um gênio. Portanto, acredito que para os alunos o contato com um pesquisador é uma ótima oportunidade para a troca de experiência, além de mostrar outras áreas de atuação e carreira”, comenta Marta.

Roberto Rubio tem dois doutorados em matemática e atualmente é pesquisador visitante ibero-americano no IMPA, sob a orientação do matemático Henrique Bursztyn. Sua segunda tese de doutorado, “Geometria generalizada de tipo BN,” foi supervisionada por Nigel Hitchin no Instituto de Matemática da Universidade de Oxford. Desde janeiro de 2014, é bolsista da Academia de Ensino Superior do Reino Unido. A primeira tese, "Pacotes de Higgs e espaços simétricos hermitianos", supervisionada por Óscar García-Prada, foi premiada em 2012 pela Universidade Autónoma de Madri.
Saiba mais: http://w3.impa.br/~rubio/