O Cervantes Solidário foi criado há mais de 12 anos com o intuito de promover ações sociais e educativas nas comunidades próximas ao Colégio Miguel de Cervantes. O projeto atende crianças e adolescentes oferecendo aulas e oficinas de teatro, literatura, língua espanhola, dança, música, jogos, brincadeiras e práticas esportivas. O Cervantes Solidário atende anualmente mais de 800 crianças e adolescentes, chegando a mais de 1400 atendimentos em seus cursos e oficinas.

Agindo de acordo com os valores humanísticos do Colégio Miguel de Cervantes, o Cervantes Solidário entende a educação como um direito fundamental. O projeto trabalha para ampliar o acesso de seus alunos à cultura, às artes, à leitura, ao aprendizado de idiomas e à prática esportiva, ajudando a compor uma rede educativa em parceria com escolas públicas, CCAs e outras entidades com propósitos semelhantes.

O que fazemos?

Prática esportiva, jogos e brincadeiras:

Os professores de Educação Física do Cervantes Solidário, Jonatas Cerqueira e Henrique Silva, levam aos alunos do projeto um conjunto diverso de atividades.

Uma parte importante desse trabalho é realizado com escolas de educação infantil (EMEIs). O foco com essa faixa etária são os jogos e brincadeiras, por meio dos quais as crianças desenvolvem habilidades motoras, aprendem a trabalhar em grupo, a interpretar, a seguir regras e a ter alegria em cuidar do próprio corpo. Atualmente, o Cervantes Solidário tem parceria com a EMEI Professor Antonio Carlos Pacheco, com a EMEI Burle Marx e com a ONG Pró-Saber.

 

Arte-educação e apoio escolar:

A professora Alexandra Onias (a Leky) é a responsável pelas atividades dessas duas áreas. O principal público são as crianças e adolescentes que frequentam os CCAs (Centros da Criança e Adolescente) para atividades de contraturno escolar. O objetivo é atuar de forma complementar à escolarização. Tendo o livro e a leitura como base das atividades, os alunos participam de atividades de teatro, expressão corporal, artes plásticas e escrita criativa. As entidades parceiras desse trabalho são o CCA São Mateus e a Cáritas Santa Suzana.

A professora iniciou também, em parceria com a Pró-Saber, um trabalho com a EMEI Burle Marx, atuando no projeto Ler e Brincar. A meta é apresentar o universo da leitura e da contação de histórias ao público em processo de pré-alfabetização se valendo de atividades que mesclam jogos, canto e brincadeiras tradicionais.

No período em que as aulas presenciais estiveram suspensas, em 2020, a professora, com o apoio do professor Portela, de música, criou audiocontos e programas de rádio com contações de histórias para enviar aos alunos do projeto. Em 2021, as oficinas se transformaram em propostas de atividades a distância para os alunos do CCA São Mateus, modelo que se manterá até que as atividades presenciais possam ser retomadas.

Música

O Professor Dê Portela é o responsável pelos cursos, oficinas e musicoterapia realizados pelo projeto. Os alunos do CCA São Mateus, do Lar Jesus Maria e José e da Casa da Paz recebem aulas de música em diferentes modalidades, com destaque para a percussão, o violão e a flauta. O trabalho no CCA São Mateus também se integra ao trabalho de arte e educação, se voltando em parte para a criação de espetáculos artísticos e teatrais.

Com o público da educação infantil, o trabalho é de musicalização, isto é, de sensibilização e de introdução à escuta e à prática musicais. Esse trabalho é realizado em parceria com a EMEI Professor Antonio Carlos Pacheco.

O professor realiza ainda um trabalho de musicoterapia com pacientes infantis e do grupo de trissomia 21 do Hospital Darcy Vargas. Essas atividades foram suspensas desde o início da pandemia, mas serão retomadas tão logo se faça possível.

Durante a suspensão dos trabalhos presenciais, em 2020, o trabalho focou a musicalização dos audiocontos e programas de rádio enviados às famílias. Em 2021, foram produzidos vídeos com atividades de música para os alunos do CCA São Mateus.

Dança espanhola:

A professora Laureana de La Iglesia tem oferecido aulas de dança para as adolescentes do Lar Jesus Maria e José. Os grupos de dança do Cervantes Solidário participaram das Noites de Dança Espanhola do Colégio Miguel de Cervantes nos últimos anos. O propósito é levar aos adolescentes um dos símbolos da cultura espanhola no Brasil, com as danças flamencas e sevillianas.

Desde que as aulas presenciais foram suspensas, o grupo que participa das aulas vem se mobilizando para praticar a distância. Houve trocas de vídeos e orientações, além da produção de um material digital.

Língua espanhola:

A professora Alexandra Sin tem sido a responsável pelo curso de Língua Espanhola para alunos da rede pública de ensino oferecido nas dependências do Colégio Miguel de Cervantes. Podem participar alunos matriculados no ensino médio de escolas do estado e do município. O curso conta com aulas para os níveis A1 eA2. Os alunos que se destacam nas aulas também são indicados para as vagas de Jovem Aprendiz oferecidas pelo Colégio.

Desde abril de 2020, por conta das restrições sanitárias, as aulas têm sido oferecidas a distância. Em 2020, os alunos de ensino médio do Colégio Miguel de Cervantes realizaram oficinas de conversação em língua espanhola com os alunos do Cervantes Solidário sob orientação da professora Alexandra e da professora Rocío Eiras.